Publicado em: 30/01/2018 ás 10:04:00 Fonte: Assessoria de Comunicação

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, foi o primeiro eleitor a fazer, na manhã desta segunda-feira (29), o recadastramento biométrico em Diamantino (MT), cidade onde nasceu em 1955.

A cerimônia contou com a presença do prefeito de Diamantino, Eduardo Capistrano, da prefeita de Alto Paraguai, Diane Vieira Alves, do vice-prefeito de Diamantino, Claudimar Barbacovi, do secretário de obras, Sandro Coelho, do presidente da Câmara de Diamantino, o vereador Jozenil Costa Lube, do juiz eleitoral, Dr. Gerardo Humberto Alves, do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), desembargador Márcio Vidal, do corregedor e vice-presidente do TRE-MT, Pedro Sakamoto e demais autoridades.

Para o prefeito de Diamantino, Eduardo Capistrano, a biometria trará mais segurança para as eleições. “Cada pessoa tem digital única e essa tecnologia vai dificultar qualquer oportunidade de um eleitor votar no lugar de outro. “Eu quero agradecer a presença do Ministro Gilmar Mendes em nossa cidade, porque ele é diamantinense de nacionalidade e coração, e como ele mesmo disse, devemos dar o exemplo como representantes do povo. Nossa vontade é dar o exemplo para que o eleitor do município de Diamantino se conscientize da importância do recadastramento biométrico, para ajudar a evitar problemas com o seu voto no futuro", enfatizou.

O Ministro Gilmar elogiou a postura e a presença dos prefeitos na cerimônia, e afirmou que espera das autoridades o exemplo para todos os cidadãos. “Espero que aí o prefeito e as autoridades todas trabalhem nesse sentido, até para dar um exemplo. O presidente do TSE veio aqui. O primeiro a se recadastrar. E acho que temos que espalhar para a cidade e dar um bom exemplo. Não só em Diamantino, mas também em Alto Paraguai. De modo a animarmos a população a ter, de fato, esse ativo em termos de cidadania. Isso porque passamos a ter, realmente, certeza de que há uma real coincidência entre a pessoa [que vota] e aquela identificação formal [pelas impressões digitais]”, ressaltou o ministro Gilmar Mendes.

O magistrado destacou o seu laço afetivo com Diamantino. “Fiquei aqui até 1971. E aí é muito interessante. O tipo de vida que nós tínhamos à época era muito integrado, jogando futebol, pescando. Mas um dado que me impressiona é que nós começamos no ginásio aqui, e tenho vários colegas que hoje ainda estão por aí, com 40, 42 alunos. Mas a vida daquelas pessoas para terminar o ginásio aquela época era muito difícil. Muita gente tinha que correr atrás de recursos e trabalhar muito cedo. Nós começamos com 40 e terminamos com 14 [alunos]. Então, nós somos sobreviventes”, lembrou emocionado Gilmar.

O presidente da câmara de Vereadores, Jozenil Costa Lube, agradeceu o Ministro Gilmar Mendes e reconheceu o carinho dele com Diamantino. “Fico muito feliz com a presença do Gilmar aqui em Diamantino, ele é sem dúvida a pessoa de maior influência que temos aqui em nossa cidade. Nós já ouvimos falar em fraudes no processo eleitoral, e eu tenho certeza que nós teremos uma segurança maior com a biometria, e essa tecnologia irá trazer um benefício para nossa sociedade. Parabéns a todos, em especial ao Dr. Gerardo que é nosso juiz aqui e tem trabalhado para fazer sempre para garantir lisura nas eleições”, afirmou o presidente

O vice-presidente do TER-MT, Pedro Sakamoto destacou a importância de todo esse processo servir para o documento único do cidadão, que segundo ele será um importante instrumento de agilidade para todos. “O cidadão não ficará mais submetido a um monte de documentos e cédulas, esse recadastramento biométrico permitirá a expedição deste documento único com todos os seus dados concentrados e de gerenciamento mais célere e eficaz”, explicou.

Notícias relacionadas