Publicado em: 29/11/2017 ás 15:09:00 Autor: Assessoria de Comunicação

O prefeito Eduardo Capistrano participou de uma reunião com a comitiva de investidores e representantes do governo chinês, nesta terça-feira (28) em Cuiaba´.

No início do mês, o prefeito viajou à China em comitiva, onde teve oportunidade de mostrar através de um vídeo e outros indicadores as potencialidades do município e da região. Os chineses garantiram estudar a possibilidade de investir no setor do agronegócio em Mato Grosso.

Cumprindo com a promessa, os chineses vieram ao Estado e participaram da reunião realizada no Palácio Paiaguás. Para o prefeito Eduardo Capistrano, a presença dos investidores chineses demonstra o interesse e a agilidade deles em começar uma parceira lucrativa de sucesso.

Este é um resultado direto da ação do prefeito Eduardo Capistrano recentemente em sua visita à China. "Quando recebemos o convite do governo do Estado para visitar o país chinês, aceitamos na hora, por que sabemos da importância destes investimentos para nossa região. Nós trocamos informações e apresentamos o que Diamantino tem de melhor, tenho certeza que eles irão investir no Mato Grosso e em nossa região", disse o prefeito.

Durante a reunião, a comitiva de chineses sinalizou interesse na aquisição de mais silos para a estocagem de grãos, já que durante a viagem, os prefeitos fizeram visitas técnicas que resultaram na sinalização de investimento de R$ 1,5 billhão na construção de 30 silos de armazenamento de grãos em Mato Grosso.

Eduardo destacou a seriedade dos chineses no que diz respeito aos negócios, e afirmou que os empresários e diretores de várias províncias chinesas possuem os mesmos interesses que a dos produtores e prefeitos de nossa região. Para o prefeito Diamantino é campeão no agronegócio e tem potencial para produzir ainda mais.

De acordo com a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), as obras serão executadas pela empresa brasileira Fumagalli, que também acompanhou a comitiva de Mato Grosso na missão oficial à China. O grupo está em negociação com os investidores chineses por meio da consultoria B&F Group. A empresa Cofco Alimentos também anunciou que irá expandir seus negócios em Mato Grosso. A expectativa é dobrar a compra de soja do Estado no prazo de cinco anos. 

Notícias relacionadas